Neste artigo, eu quero falar para vocês sobre o processo de aprendizagem de novas habilidades e como elas podem ajudar no seu desenvolvimento como um artista digital. No começo eu vou focar na minha própria experiência com meu processo de aprendizagem de desenho/pintura, mas tenha em mente que temos muitas outras habilidades.

Alguns anos atrás, eu assisti esta apresentação do Nick Campbell, onde ele discutiu a importância de “Aprender o que não muda”. Em outras palavras, ele diz que aprender teorias de cor, composição, iluminação, desenho podem ser essenciais para a carreira de um artista digital.

Agora eu estou trabalhando na indústria criativa e quero compartilhar o quanto eu aprendi com este conselho.

Alguns meses atrás eu estive recebendo mensagens de estudantes de todo o mundo devido aos meus artigos recentes sobre esta indústria. Eles pediram dicas e conselhos de como se preparar para isso. Depois de falar com eles, eu percebi que o foco em aprender apenas o software está prendendo eles, exatamente como aconteceu comigo alguns anos atrás.

Não me entenda errado; eu não estou dizendo que aprender sobre o software é irrelevante. Mas você pode se tornar um artista melhor se você começar a desenvolver outras habilidades. James Gurney, um dos meus artistas tradicionais favoritos escreveu isso no seu blog:

“Nesta nova economia na internet, os que têm sucesso são aqueles que, seduzidos pelos demônios felizes da curiosidade, aprendem um conjunto de habilidades que os tornam diferentes de qualquer outro e , portanto indispensáveis à sociedade”

Dito isto, eu continuo acreditando que você não precisa necessariamente de habilidades tradicionais para ter sucesso nesta indústria. O ponto principal aqui é discutir como você pode tirar proveito de habilidades intangíveis e fazer sua arte parecer ainda melhor. Você não precisa se tornar o próximo Leonardo Da Vinci, mas, talvez se você apenas entender os conceitos básicos de cor e luz, você será capaz de tornar essa cena de iluminação em 3D ainda mais interessante.

Vamos começar:

Como Aprender Novas Habilidades Mudou Minha Carreira Como Um Artista Digital

Uma Jornada Inesperada

De volta a 2012, eu finalmente decidi aprender 3D. Mesmo que eu não tivesse nenhuma pista de como começar, eu estava determinado a me tornar bom nisso. Durante aquele período eu estava estabelecendo minha carreira em Motion Graphics, e um amigo me sugeriu dar uma olhada no Cinema 4D: um software que, de acordo com ele, era mais amigável que o Maya ou o 3Ds Max.

Eu lembro de estar super animado com isso. Mesmo que eu estivesse trabalhando em dois empregos diferentes e finalizando minha tese da faculdade, eu encontrava tempo durante o almoço para aprender mais sobre o Cinema 4D e modelagem 3D.

Durante meu período de almoço, eu marcava todos os tipos de tutoriais gratuitos que eu podia encontrar e a noite seguia-os meticulosamente. – tentando atingir o mesmo resultado.

Depois de alguns meses fazendo isso, percebi que não estava melhorando em alguns pontos. Não conseguia resolver alguns problemas sem olhar os tutoriais e sentia que não estava criando nada. E a razão era simples: Eu não estava aprendendo. Eu estava copiando.

Então senti que precisava fazer algo diferente para aprender as coisas corretamente e dominar as habilidades para me tornar um artista. Logo percebi que não se tratava apenas de praticar, mas sim, de saber como praticar.

“A prática não faz a perfeição. A prática perfeita leva a perfeição”

Depois de chegar a essa conclusão, decidi colocar meus estudos de 3D de lado e comecei a aprender mais sobre desenho e pintura.

Para ser honesto, essa conclusão não chegou tão rápido. Passei um longo tempo observando, lendo e estudando histórias de sucesso de artistas ao redor do mundo e percebi que a maioria deles destacou a importância de aprender, pelo menos, o básico dos fundamentos da arte.

Essa troca foi realmente difícil pra mim e aqui está o porquê: Eu não quero entediar você falando da minha infância, mas vou falar que nunca fui considerado um artista. Sempre achei que os verdadeiros artistas nasceram com um “dom”, e por isso nunca fui tão bom.

Aqui você pode ver algumas das minhas tentativas de desenho daquela época. Tenha cuidado, eles podem ser demais para sua tela:

Estava apavorado de começar a desenhar, porque eu sabia que ia falhar- e falhar muito. A coisa engraçada é, no final, aprender com a falha é parte do processo e foi uma das melhores coisas que aconteceu comigo.

“A falha não é um mal necessário. Na verdade, ela não é um mal. É uma consequência necessária ao se fazer algo novo”

Aproveitando o Passeio

Como eu disse, o começo da minha jornada inesperada foi tenebroso. Se você olhar para meus desenhos antigos (antes de 2012), você entenderá porquê. Mas eu continuei empurrando para frente. Depois de mais alguns meses estudando por minha conta, me inscrevi em dois cursos online na CGMA: Introdução à perspectiva e Dynamic Sketching I.

Esses cursos estavam focados nos fundamentos básicos do desenho e, para ser honesto, no começo achei muito chato. Eu queria desenhar personagens e coisas legais! Porque eu teria que aprender sobre cubos em perspectiva?

Deus sabe o quão errado eu estava.

Quando eu comecei aquelas aulas, finalmente entendi porque eu tinha falhado antes. Percebi que não sabia nenhum fundamento. Estava sempre tentando desenhar personagens e ambientes sem ao menos entender os princípios de perspectiva, forma e cor. Você consegue imaginar alguém trabalhando em uma construção, sem ao menos ter feito sua fundação? O mesmo princípio se aplica aqui!

Depois de descobrir minha fraqueza, decidi voltar atrás e aprender tudo de novo, mas do começo. Eu lembro de passar meses e inúmeras folhas de papel desenhando apenas círculos, linhas e cubos.

As imagens abaixo mostram alguns exercícios que usei para praticar. Desenhar cubos sobre linhas deixando-os flutuando no espaço: uma excelente forma de aprender perspectiva e composição.

Todo tempo livre que eu tinha no trabalho era suficiente para continuar praticando meus entendimentos de perspectiva e desenvolvendo minha habilidades de desenho em exercícios, com formas simples e formas geométricas.

Depois de alguns meses de pratica diária, comecei a visualizar cubos e formas geométricas em todos os lugares no meu dia-a-dia. Eu podia separar construções em simples cubos, e assim por diante. Isso pode parecer insignificante, mas isso foi uma melhoria significativa nas minhas habilidades artísticas.

Quando estava confiante o suficiente com minhas habilidades, eu tentei coisas diferentes como: animais, carros, construções. Sempre seguindo os princípios que eu aprendi. Peter Han, meu fantástico professor de Dynamic Sketching. Ele é um habilidoso desenhista que me ensinou uma ótima maneira de simplificar os desenhos e focar mais na comunicação visual, do que no detalhamento excessivo. Era exatamente o que eu precisava.

A seguir você pode ver alguns de meus estudos usando a técnica de Dynamic Sketching:

Durante meus estudos, também percebi que o processo era mais importante que o resultado final. Eu sabia desde o começo que não queria me tornar um ilustrador profissional. Minha meta era desenvolver minha criatividade e meu olho critico em um caminho que pudesse me ajudar como uma artista de CG.

A fim de desenhar assuntos mais reais, passei um bom tempo coletando referências e fazendo pesquisas sobre esse tema. Quando fiz isso, então comecei a expandir minha biblioteca visual e minha criatividade, mesmo sem perceber. Estudei uma variedade de padrões, formas e cores que eu nunca havia notado antes.

Em outras palavras, eu poderia dizer que, finalmente, aprendi a ver e deixar pré-conceitos para trás. Ao invés de imaginar como umest pássaro parece na vida real, eu estava apto a pesquisar e entender isso. E isso não se trata de ter um desenho perfeitamente renderizado. Se você puder capturar a essência do assunto com um esboço rápido, você já aprendeu muito. Isso tudo é sobre comunicação visual.

Alguns de vocês podem pensar que isso tudo aconteceu muito rápido, mas a coisa é: Eu coloquei todos os meus esforços e minha alma nisso. Eu era tão obcecado no processo de aprendizagem que eu acordaria no meio da noite apenas para desenhar um pouco mais. Isso foi doloroso, mas eu faria tudo de novo.

Está gostando do artigo? Compartilhe com seus amigos no Facebook!

Não é apenas sobre desenho

Eu tive a sorte de me apaixonar por duas formas de arte diferentes, antes de aprender a desenhar. Eu tive experiência de trabalho como cineasta e fotógrafo. Essas habilidades fortaleceram minha percepção de iluminação e composição.

Todo o conhecimento que eu adquiri nesses anos foram essenciais para meu crescimento profissional.

Para ser honesto, é bem mais fácil tirar fotos ou gravar vídeos hoje em dia. Você não precisa mais de uma câmera cara, basta você pegar o seu celular! Experimente diferentes composições e configurações de luz. Depois de um tempo, você vai ver uma melhoria significativa em suas habilidades.

Existem algumas outras habilidades, algumas delas não estão diretamente relacionadas à arte (mas ainda são uma forma de arte, na minha opinião) que foram essenciais durante minha jornada.

Eu pratiquei artes marciais por alguns anos, e eu posso falar para você que eu aprendi muito sobre concentração, humildade e paciência. Essas habilidades são excelentes e mesmo que não as treine mais, posso lembrar do que aprendi durante as aulas.

Se você quiser mais exemplos para ajudar a melhorar e expandir sua biblioteca visual, assista esse vídeo do Feng Zhu, onde ele explica tudo isso de uma forma esplendida.

Colocando as Novas Habilidades em Prática

Quando cheguei em Vancouver no Think Tank Training Centre, ainda não tinha nenhuma experiência em softwares 3D. Isso foi terrível porque tinha apenas um ano para montar meu portfólio e não sabia se teria capacitação para concluir-lo.

Para minha surpresa, minhas habilidades de aprendizagem também foram refinadas: durante as aulas eu estava apto a resolver problemas rapidamente e, antes de iniciar qualquer projeto, eu fazia sketches rápidas para o planejamento. Isso foi extremamente útil para atingir um resultado interessante.

Quando eu trabalhei no meu projeto, Wasp, o estágio das sketches foi uma ótima maneira de estudar diferentes esquemas de composição. Ter a habilidade de fazer isso no papel ao invés de ir direto para a tela foi ótimo.

Lembra daqueles estudos de pássaros que fiz anteriormente? Eles foram minha principal inspiração para criar minha peça, The Southern Cassowary. Eu fiz muitas pesquisas naquele pássaro com meus desenhos e pinturas, decidi replicar digitalmente. Todo o conhecimento que adquiri durante esse caminho, foi essencial para conquistar o resultado final em 3D.

Observe todas as anotações que fiz! Elas podem ser realmente úteis durante o processo.

Quando finalmente escolhi minha especialidade dentro da computação gráfica, em Texture Painting/Look Development, eu estava feliz por todos os meses que passei estudando cor, sombra, iluminação e composição. Estava sendo recompensado por todo o tempo que passei aprendendo essas habilidades.

Onde eu devo começar?

Aprender algo do zero pode ser desafiador e doloroso. É por isso que eu quero compartilhar alguns recursos on-line e livros que ajudaram muito durante meu processo de aprendizagem.

Desenho/Pintura

  • Ctrl+Paint – Website:Um site excelente com uma grande coleção de tutoriais gratuitos e pagos. Matt Kohr é um professor espetacular, seus vídeos são fáceis de seguir e muito didáticos. Se você não tem nenhum conhecimento aprofundado de arte, recomendo seguir os videos tutoriais básicos dele.
  • Foundation Patreon – GumRoad: Por favor, veja esta coleção espetacular de vídeos com todo o básico que você precisa saber sobre desenhos. Eu apenas encontrei esse site e não consigo expressar o quão feliz estou em compartilhar isso com vocês 😉
  • Color and Light: A Guide for the Realist Painter por James Gurney – Livro: Eu amo esse livro. Esse foi meu primeiro livro de arte e não posso falar o quanto aprendi com ele. Senhor Gurney, é um artista tradicional excepcional. Ele explica todos os princípios que você precisa saber sobre cor e luz. Ele também tem um blog onde compartilha um monte de coisas legais com seu público, confira aqui.

  • Sycra – Youtube:  Eu costumava assistir um monte de canais no youtube e o canal Sycra é um dos meus favoritos.
  • Scott Robertson – Youtube: Scott Robertson é uma lenda. Com mais de 18 anos de experiência dando aulas de design, desenho e render para o mais alto nível universitário, Scott instruiu e inspirou uma geração inteira de artistas. Você também deve ver seu livro How to Draw.

Anatomia

  • Proko – Youtube: Proko é um artista bem conhecido que possui um canal engraçado e instrutivo no youtube. Ele faz anatomia e gestos parecerem ser simples e também tem um grande senso de humor.
  • Figure Drawing: Design and Invention por Michael Hampton – Livro: Eu tive algumas aulas online com o Michael Hampton e amei a forma como ele simplificava a anatomia analítica.

Composição e Perspectiva

Encontrando o Equilíbrio

Aprender um software é essencial para se dar bem dentro dessa industria, mas tenha em mente que eles são apenas ferramentas – e ferramentas podem mudar rapidamente. Imagine se amanhã eles acabam com o único software que você usa. O que você vai fazer? Por isso eu acho importante aprender coisas que nunca vão mudar.

Isso é crucial para sermos flexíveis e para podermos nos ajustar a qualquer desafio. Seja sempre um estudante.

Mesmo que eu tenha te contado toda minha história sobre como aprendi todas essas habilidades diferentes, ainda estou aprendendo novas habilidades, todos os dias. Claro, não é fácil. Nunca será. Eu não quero que seja. O desafio é a parte mais emocionante de tudo isso e é o que me mantém querendo crescer a cada dia.

Use sua motivação para enfrentar seus medos e siga seus sonhos!

“Todo artista foi primeiro um amador”

E se ainda não estiver motivado, siga o conselho do Bruce Lee:

Considerações Finais

Espero que você tenha achado este artigo útil. Esse foi de longe o artigo mais pensativo que eu já escrevi. Também queria agradecer meus queridos amigos Tito Ferradans e Anna Ivanova por revisar este artigo.

O processo que eu passei para aprender essas habilidades mudaram minha vida completamente e eu espero que você também passe pelo mesmo.

Se você sempre quis desenhar mas acha que não tem talento, apenas se dê uma chance. Simplesmente comece e depois de alguns meses você verá a melhoria.

Se você gostou do artigo, por favor compartilhe com seus amigos. Se você estiver interessado em mais conteúdos como esse no futuro, você pode me seguir  nas redes sociais. Caso você tenha alguma dúvida ou sugestão entre em contato comigo!

E você, continua aprendendo novas habilidades todos os dias? Deixe o seu comentário logo abaixo! 🙂

Artigo adaptado do original: How learning new skills changed my carrer as a digital artist.

Sobre o Autor

Fundador & Editor Chefe

Amante de computação gráfica, grande fã de desenhos animados, apaixonado por jogos eletrônicos, esportes e super carros. E também gosto de pizza! :)

Posts Relacionados

  • Wanderson Lira

    Muito bom!

    • Grande Wanderson! Muito obrigado pelo comentário!
      Ficamos felizes que tenha gostado e esperamos que tenha te ajudado de alguma forma! 🙂

    • Valeu Wanderson! 🙂

  • Bruno Henrique

    excelente artigo com conteúdo de verdade! =D

    • Fala Bruno, tudo bem? =)

      Muito obrigado pelo elogio e pelo comentário. Esperamos que o artigo tenha te ajudado de alguma forma. Vale lembrar que temos outros artigo aqui no blog que podem ser úteis para a sua evolução como artista 😉

      Forte abraço!

    • Valeu Bruno, feliz que tenha curtido! 😉

  • Lucas Prado

    Obrigado pelo texto Paul, estou começando agora e me identifico bastante com o que falou sobre não estar aprendendo vendo tutoriais, e sim copiando.
    Tanto que agora estou priorizando mais desenho do que software 3D.

    • Grande Lucas! Muito obrigado pelo comentário! =)

      Como um grande editor e amigo nosso, Anderson Gaveta, falou uma vez: “Não tenha medo de copiar, para aprender a técnica”. Conhecendo a técnica, você consegue criar e deixar sua criatividade fluir mais e mais.

      Sucesso! 🙂

    • Valeu Lucas!
      Como ja foi dito, copiar nao e um problema se voce esta aprendendo algo. Os proprios mestres estudam e “copiam” outros mestres para entender o que foi feito 🙂

      Todo estudo e valido, mas voce precisa estar aprendendo algo novo 🙂

      Abracos!

  • Pingback: Por que é Importante Praticar os Fundamentos Primeiro? | CaféCG()

  • Rodrigo Urashima

    Excelente texto e muito bem escrito. Já li alguns dos outros artigos, mas este é o melhor, principalmente pela própria vivência do artista e todos os desafios que encontramos no dia a dia.

    • Assim você faz a gente chorar! hahaha!
      Obrigado pelo comentário, Rodrigo!

    • Muito obrigado, Rodrigo!

  • Bruno Urbano

    Sua evolução me motivou bastante a continuar! valeu mesmo! o/

    • Obrigado pelo comentário, Bruno!
      Ficamos felizes em saber que o artigo te ajudou de alguma forma <3

    • Valeu Bruno!

  • Jefferson Vieira

    Cara, grande matéria!
    Ate hoje sinto dificuldade em que área atuar dentro da arte.
    Quando criança eu desenhava demais, mas chegou um tempo que eu parei de desenhar e nem sei porque rsrs.. Depois de ler essa matéria, vou voltar ao basicão e aprender novamente, dessa vez da forma certa.
    Obrigado!

    • Boa Jefferson!

      É importante praticar os fundamentos primeiro, temos um artigo aqui no blog falando exatamente sobre isso, acredito que vai te ajudar bastante > https://www.cafecg.com.br/dicas/por-que-e-importante-praticar-os-fundamentos-primeiro 🙂

      Em breve teremos um artigo ensinando como aprender esses fundamentos de maneira eficiente e focalizar o seu aprendizado.

      Obrigado pelo comentário e sucesso!
      P.S: Depois manda pra gente a sua evolução 😉

    • Obrigado, Jefferson!
      Fico feliz que tenha gostado do artigo e que voce consiga voltar com os estudos 😉

      • Jefferson Vieira

        Esse artigo me inspirou demais a voltar e estudar o desenho, sua evolução e seus trabalhos, será minha forma de inspiração pra continuar… Agradeço demais por compartilhar esse artigo. Um dia eu chego lá!

  • Pingback: 4 Dicas Cruciais para Dominar o Gesture Drawing | CaféCG()

  • Sensacional. Indicando agora mesmo para mais de 100 alunos do curso de Jogos Digitais onde sou professor. Obrigado.

    • Muito obrigado, Rodrigo! Feliz em poder ajudar

    • Muito obrigado, Rodrigo!
      Ficamos felizes em saber que o artigo está sendo útil. 🙂

  • Pingback: Digital vs. Tradicional: O Que Praticar Para Arte Voltada ao Entretenimento? | CaféCG()

  • Pingback: Artista da Semana: Daniel Bogni | CaféCG()

  • Daniel Magalhães

    Sensacional!

    • Obrigado Daniel! Ficamos felizes em saber que o artigo te ajudou de alguma forma 🙂

  • Pingback: 7 Dicas Simples Para Evoluir Como Artista 3D | CaféCG()

  • Pingback: 5 Passos para Captar Luz Natural em suas Pinturas | CaféCG()

  • Pingback: História da Arte: Arte Pré-Histórica | CaféCG()

  • Nelson Guimarães

    Nessa madrugada, acho essa coisa linda de texto, obrigado meu querido por compartilhar, abraços

  • Du

    Que sensacional essa matéria. Começarei a olhar tudo o q foi indicado!!! Muito obrigado, me ajudou muito! 😀