Nesta entrevista batemos um papo com o ilustrador e quadrinista, Luís Henrique Moraes. Ele contou um pouco sobre como está sendo a evolução da sua carreira, como tudo começou e nos contou um pouco mais sobre o seu projeto Odd Demons – que atualmente está no Catarse e você pode ajudar-lo

Confira a entrevista e conheça um pouco mais de um projeto bem legal de quadrinhos

Catarse #01 – Odd Demons (Entrevista com Luís Henrique Moraes)

CaféCG: Luis, conte-nos um pouco sobre você e como chegou na área da ilustração.

Luis: Acho que como todo garoto de menos de dez anos, o melhor jeito de se expressar sobre o que gostava era praticamente rabiscando e pintando coisas em bloquinhos. Desenhava meus animais favoritos em panos e papéis pela casa e assistia todos os dias animações da Disney em VHS, principalmente O Rei Leão. Por incrível que pareça eu nunca fui muito fã de história em quadrinhos de super heróis, ou sequer animes shounen que passavam na TV.

Depois disso as coisas seguiram naturalmente, fui rabiscando dos panos da casa diretamente para as mesas da escola (Uma vez acabei sendo repreendido e obrigado a limpar algumas mesas da minha sala de aula, depois do horário letivo. As monitoras deviam me odiar de verdade).

Logo entrei no curso de desenho da ESA Escola Studio de Artes de Santo André, mas admito que faltava 50% das aulas. Eu não sou a pessoa mais fácil de controlar em uma aula de artes, o que se provou quando eu entrei na faculdade. Depois entrei na Faculdade Paulista de Artes de São Paulo, aonde comecei a cursar Artes Visuais, porém acabei trancando o curso, pois o mesmo apesar de interessante, se voltava mais à didática das artes do que à criação livre.

Então ficou evidenciado meu maior problema artístico: A necessidade de ser livre com minhas criações, e o desconforto em ser preso por regras, amarras ou qualquer coisas que me limitassem. Sou do tipo de pessoa que ignora o que querem de mim e faz as coisas na minha visão. E isso se reflete em todo meu trabalho de ilustração e quadrinhos.

Atualmente curso História em Quadrinhos na Quanta Academia de SP.

CaféCG: Você tem algum parente artista que te influenciou ou é referencia para você desde muito cedo?

Luis: Eu tinha um primo próximo que desenhava muito melhor que eu, porém desistiu apesar de todos os incentivos que tinha. Não queria ser como ele apesar das dificuldades, a desistência dele me incentivou a não desistir.

Recomendado para você: Entrevista #06 – Colin Levy

CaféCG: Conte-nos um pouco mais sobre o seu projeto “Odd Demons”, que está atualmente no Catarse.

Luis: Odd Demons é um projeto muito pessoal, uma comédia dramática que vinha cozinhando em minha mente por quase um ano e meio. A mesma aborda os demônios que todos nós temos, um tema que sempre quis trabalhar, porém de uma maneira menos sombria e mais colorida e divertida.

Eu definitivamente queria fazer algo estranho, da escolha da paleta de cores à pintura chapada, misturada com uma história que aborda assuntos pesados de maneira engraçada e sarcástica.

Odd Demons é um pedaço das minhas ideias estranhas jogadas ao vento num bloquinho qualquer, e apenas o pedaço mais contido de todas essas ideias. Eu ainda tenho muitos temas dentro dessa proposta para torcer, gêneros para inverter e situações estranhas para contar. O projeto é o ponto de partida, se as pessoas realmente se interessarem por essa visão, eu continuarei a escrever e desenvolver Odd Demons em outros volumes e projetos.

CaféCG: Qual foi sua inspiração e referencias para o projeto?

Luis: Minhas grandes inspirações são uma mistura de Quadrinhos com música e cinema. As maiores com certeza são Oyasumi Punpun, um mangá diferente e incrível de Inio Asano, As HQs da saga Scott Pilgrim que estão muito populares atualmente, Os filmes de Wess Anderson e sua simetria e paleta incrível, outros filmes como Trainspotting, Réquiem para um sonho, e até algumas bandas como Brand New e suas músicas dramáticas sobre auto sabotagem, problemas de personalidade e espiritualidade.

CaféCG: Quais as dificuldades que está tendo com o financiamento? Até quando a campanha estará disponível?

Luis: O projeto estará disponível até 11/11/2017 até a meia noite.

Acho que o maior problema de ser um artista independente num projeto tão pessoal quanto o meu é competir a atenção do público em geral com tirinhas de blogs, páginas de humor e grandes sagas de super-herói com artistas conhecidos. Também é complicado conseguir se destacar diante a uma multidão de artistas e ilustradores no meio digital.

CaféCG: Após conseguir colocar o projeto em prática, você já pensa em alguma continuação ou algo do tipo?

Luis: Sim! Eu tenho um roteiro praticamente pronto de um volume de continuação, e mais esboços e ideias soltas para outros dois ou três volumes. Eu gosto tanto desses personagens e situações que é difícil limitá-los a apenas uma história de menos de cem páginas.

CaféCG: Luis, obrigado pela entrevista. Onde os nossos leitores podem te encontrar (redes sociais, portfólio, etc)?

Luis: Os interessados podem me encontrar no instagram como @mhluiso, aonde podem ver meus desenhos e esboços. Minha página sobre o projeto no facebook.com/odddemons. Também tenho meu portfólio digital no behance.net/mluiso.

Em qualquer um desses lugares você pode ver mais sobre o projeto, e bater um papo sobre o mesmo comigo!

E você tem algum projeto que no Catarse atualmente? Deixe o seu comentário logo abaixo!

Gostou do Artigo? Compartilhe com os seus amigos no Facebook!

Sobre o Autor

Fundador & Editor Chefe

Fundador do projeto CaféCG. É Animador 3D, fanático por leitura, gosta de escrever e criar histórias, assistir filmes e séries e, sem dúvida nenhuma, fazer animação!

Posts Relacionados