Nesta entrevista, conheça um pouco da trajetória de Colin Levy, um premiado cineasta independente, atualmente trabalhando em Amsterdã em um conceito de animação, baseada em uma comic book holandesa, o Agente 327.

Anteriormente, trabalhou como Artista de Layout na Pixar Animation Studios, onde ele participou de 7 projetos, incluindo: Inside Out e Finding Dory. E serviu como diretor de fotografia para o curta-metragem, Lava.

Saiba como ele chegou até a Pixar e por que ele decidiu que era hora de abandonar o estúdio e seguir sua carreira como um premiado cineasta independente. Então, continue lendo e saberá como esse entrevista poderá ajudar em sua carreira. 🙂

Entrevista #06 – Colin Levy (Skywatch, Sintel & Pixar)

CaféCG: Olá Colin, primeiramente, obrigado por aceitar participar de uma entrevista com a gente. Bom, para começar: conte-nos um pouco mais sobre você, onde você nasceu, onde estudou. Quem é o Colin Levy?

Colin Levy: Obrigado pela oportunidade! É uma honra falar com vocês.

Então, eu nasci no Centro-Oeste dos Estados Unidos, em Chicago, mas cresci na costa leste, no estado de Maryland. Eu estava realmente interessado em arte e fotografia quando era criança e comecei a fazer filmes desde que era muito jovem. Quando eu me formei no colégio, eu sabia que queria seguir algo no mundo da animação, dos efeitos visuais e dos filmes – mas eu não sabia exatamente o quê.

Decidi ir ao Colégio Savannah de Arte e Design (Savannah College of Art and Design (SCAD)) para perseguir todos os três interesses, e no momento em que me formei, descobri que queria dirigir!

Agora estou tentando descobrir como fazer uma carreira sendo diretor acontecer – e espero encontrar uma maneira de me apoiar fazendo o que eu amo…

CaféCG: Quando você decidiu entrar para o mundo da computação gráfica? Foi algo natural ou teve influência de algum artista ou amigo?

Colin Levy: Acho que eu estava naturalmente atraído pela fotografia, e quando a minha avó me deu sua câmera de filme antigo SLR, no o meu aniversário de 10 anos, eu estava viciado. Levei anos antes de eu começar a filmar vídeos caseiros da minha família também. E quando compramos o primeiro computador da familia, eu descobri – e me apaixonei pela –  edição

Eu não tinha ideia sobre o mundo da computação gráfica, até que eu descobri um fórum online para fã da saga Star Wars. Era uma comunidade de fãs e aspirantes a cineastas. Eles fizeram pequenas batalhas de sabre de luz e lutas de X-Wing no espaço – com After Effects e Blender – e eu queria aprender a fazer aquilo também!

CaféCG: Você chegou a trabalhar durante alguns anos em um dos maiores estúdio de animação do mundo, a Pixar. Como você chegou lá? Trabalhou em que área? Como foi sua experiência?

Colin Levy: Eu tive muita sorte de ter a chance de trabalhar na Pixar! Meus sonhos como estudante da escola secundária, minhas curtas-metragens em animação e live-action. Minhas experiências na escola de cinema e foco em cinematografia – e aplicações persistentes (fui rejeitado duas vezes antes de ser aceito!) – tudo me levou a uma oportunidade residencial no departamento de Layout da Pixar.

O trabalho em particular, estava disponível somente para o pessoal que acabou de sair da escola. Então eu tive sorte, que em certo sentido, eu não estava competindo com toda a indústria.

Eu realmente quebrei, não devido ao meu trabalho de direção, mas por causa do trabalho de layout/previz que eu tinha feito para os meus próprios curtas-metragens. O que mostrou que eu estava interessado em – e tinha as costeletas para – layout de animação. Que na Pixar também é chamado Camera & Staging.

Nesse departamento, o foco é sobre como “atirar” uma cena – como orquestrar o movimento da câmera virtual e personagens cinematograficamente, transmitir um momento ou ideia. Os artistas de layout começam com storyboards e os traduzem para o 3D, trabalhando em estreita colaboração com o departamento editorial, para descobrir como os shots fluem de um para o outro, como a cena se desenrola.

Minha experiência na Pixar foi fenomenal. Eu aprendi muito, fiz tantos grandes amigos, e tive a honra de trabalhar em alguns projetos incríveis.

Entrevista #06 - Colin Levy (Skywatch, Blender & Pixar) | CaféCG

CCG: Você ainda continua na Pixar?

CL: Deixei a Pixar há cerca de um ano – para perseguir meu objetivo de dirigir! Provavelmente uma das decisões mais difíceis que já fiz na minha vida. Em muitos aspectos, a Pixar era o meu trabalho dos sonhos.

CCG: Antes da Pixar, você trabalhou em quais estúdios?

CL: Eu fui interno, por um verão, em um pequeno estúdio de Design/Motion Gaphics em Minneapolis, Minnesota, chamado MAKE. E trabalhei por um ano no Blender Institute em Amsterdã. Mas eu nunca tinha trabalhado em um grande estúdio antes da Pixar!

CCG: Quando você começou a se interessar pelo mundo do software livre, mais especificamente, pelo Blender?

CL: Eu descobri o Blender online e foi muito intimidante! Acho que baixei, brinquei por uns 15 minutos, fiquei frustrado e apaguei do meu computador. Levei mais seis meses para dar a volta e dar uma segunda chance, mas estou feliz que eu a fiz. Uma vez que eu superei a curva de aprendizado, eu realmente me apaixonei pelo Blender – e animação 3D em geral!

Entrevista #06 - Colin Levy (Skywatch, Blender & Pixar) | CaféCG

CCG: Como foi sua experiência como diretor de um dos curtas-metragens mais conhecidos da da Blender Foundation, Sintel? Foi a primeira vez que você teve a oportunidade dirigir um projeto?

CL: A oportunidade de dirigir, desde que eu me lembre, provavelmente as experiências mais importantes, formativas e de sorte que já tive. Antes disso, eu tinha dirigido alguns projetos menores – mas apenas em um nível de estudantes. Esta foi uma grande oportunidade e foi bem estressante, tempo mágico para mim. Estou muito orgulhoso do trabalho que fizemos nele!

CCG: Atualmente você está produzindo o curta sy-fy, Skywatch. Conte-nos um pouco mais sobre o curta.

CL: Eu tenho feito curtas-metragens por enquanto, cada um tem sido auto-contido. Uma história destinada a ser experimentada no formato de curta metragem.

Skywatch, no entanto, é uma curta “prova de conceito” – o objetivo é introduzir o mundo, os personagens e o impulso de uma narrativa que tem o potencial de ser desenvolvido em um projeto maior. Isso é o que torna este um diferencial para mim, e espero que o projeto tenha um futuro maior do que apenas de um curta-metragem.

Tenho a sorte de atrair um bando de talentosos artistas e colaboradores para trabalhar neste projeto. E estou muito animado de ver como as coisas estão acontecendo até agora!

CCG: Em qual etapa da produção vocês estão?

CL: Estamos trabalhando profundamente na pós-produção, principalmente, focando nos 150 efeitos visuais que ainda precisamos completar.

Entrevista #06 - Colin Levy (Skywatch, Blender & Pixar) | CaféCG

Está gostando desse artigo? Compartilhe com seus amigos no Facebook!

Entrevista #06 - Colin Levy (Skywatch, Blender & Pixar) | CaféCG

CCG: Recentemente, vocês lançaram uma campanha no Kickstarter para arrecadar fundos para terminar o curta, pelo menos a parte de VFX. Conseguiram atingir a meta de vocês? Como o pessoal pode ajudar?

CL: Fiquei impressionado com a efusão do suporte online e felizmente,  esta semana nós cruzamos nossa meta inicial do captação de recursos. No entanto, ainda estamos tentando empurrar para o nosso objetivo de alongamento, o que nos permitirá produzir uma abertura ambiciosa para o filme, que por sinal, estava no roteiro original.

Qualquer coisa que as pessoas puderem contribuir, ajudaria muito – até cinco dólares são apreciados!

CCG: Você é um produto independente e já ganhou diversos prêmios. Qual foi a sensação de ter o seu trabalho sendo reconhecido pelo mundo?

CL: O mais gratificante é alcançar um público. Estou realmente animado quando as pessoas podem ver o trabalho e reagir a ele. Um e-mail rápido ou o comentário de um estranho no YouTube, pode significar mais para mim, do que algum prêmio de algum festival. É extremamente gratificante quando as pessoas se conectam a algo que você fez!

CCG: Qual a previsão de lançamento da curta Skywatch?

CL: Meu produtor não quer que eu especifique ou fale muito sobre uma data de lançamento! Mas eu acho que podemos finalizar a produção em 2017. 🙂

CCG: Vocês pretendem transformá-la em um longa-metragem futuramente?

CL: Espero que sim! Atualmente, estou trabalhando com um co-escritor no roteiro de um longa-metragem. Mas é um filme caro, eu precisaria de apoio de um grande estúdio para realmente tornar isso uma realidade. Mas nós estamos esperançosos.

Entrevista #06 - Colin Levy (Skywatch, Blender & Pixar) | CaféCG

Entrevista #06 - Colin Levy (Skywatch, Blender & Pixar) | CaféCG

CCG: Para você o que é mais importante em uma história? Qual é a diferença de uma boa história para uma grande história? (Pergunta do Artista, Edgard Caliman)

CL: História é uma das coisas mais difíceis de se fazer. Escrever é tão doloroso para mim e, no entanto, é o passo mais importante! Há tanta coisa que tem que trabalhar em conjunto – personagem e enredo, tema e estrutura.

Acho que as maiores histórias podem chegar a um público de alguma forma fundamental, por um caminho puramente emocional. E fazê-los pensar ou refletir sobre sua própria vida. Difícil de fazer, e geralmente quando acontece é inesperado.

Esta é uma grande questão, eu preciso pensar mais sobre isso, porque eu realmente não sei!

CCG: Colin, para artistas que estão iniciando suas carreiras agora, você tem algum conselho para eles?

CL: Há diversas coisas na vida e em sua carreira, no qual você não tem controle sobre. Pode ser muito frustrante ou intimidante, perceber o quão pouco controle você tem. Mas a única coisa no qual se tem total controle sobre, é: em você mesmo, seu trabalho e como você gasta seu tempo. Se você se concentrar em criar seus trabalhos, melhorar suas habilidades e mostrar para o mundo o que você fez. Isso é tudo que você pode fazer, mas é o suficiente.

CCG: Colin, queremos te agradecer pela entrevista, foi realmente fantástica essa oportunidade. Como o pessoal pode te encontrar e acompanhar o seu trabalho? e-mail, portfólio, artstation?

CL: Muito obrigado por essa maravilhosa entrevista! O prazer é meu. Se as pessoas quiserem me seguir, as redes-sociais, provavelmente, serão a melhor maneira: Twitter, Instagram, Facebook e claro, meu portfólio online.

Obrigado!

Entrevista #06 - Colin Levy (Skywatch, Blender & Pixar) | CaféCG

Entrevista #06 - Colin Levy (Skywatch, Blender & Pixar) | CaféCG

CCG: Você gostaria de dizer algo para os artistas brasileiros?

CL: Eu sou dos Estados Unidos, e “a indústria” pode se sentir um pouco distante. Mas realmente não importa de onde você vem, se fizer um bom trabalho. Muitos dos meus amigos na Pixar, e agora no Instituto Blender, vem de todos os lugares mundo.

Além disso, eu quero visitar o Brasil algum dia! Ouço coisas incríveis. 🙂 Sinta-se livre para entrar em contato se vocês tiverem alguma dúvida!

CCG: Mais uma vez, obrigado pela entrevista e nós do CaféCG, queremos desejar todo o sucesso! =)

Entrevista #06 - Colin Levy (Skywatch, Blender & Pixar) | CaféCG

O que você achou da experiência de Colin Levy? Gostaria de fazer alguma pergunta para ele? Deixe o seu comentário logo abaixo! =)

Agradecimentos especiais aos artistas, Lucas Falcão e Edgard Caliman pela ajuda na entrevista.

Sobre o Autor

Fundador & Editor Chefe

Fundador do projeto CaféCG. É Animador 3D, fanático por leitura, gosta de escrever e criar histórias, assistir filmes e séries e, sem dúvida nenhuma, fazer animação!

Posts Relacionados